Edital FAPESP-WWU

Em conformidade com o acordo de cooperação entre a WWU e a FAPESP publicamos uma nova chamada conjunta para projetos de mobilidade envolvendo pesquisadores da WWU e de instituições do Estado de São Paulo. Data limite para encaminhamento de propostas é 30 de outubro de 2017. As propostas precisam ser encaminhadas simultaneamente à WWU (pelo endereço bzfapesp@uni-muenster.de) e à FAPESP. Serão selecionados até três projetos. Os projetos selecionados receberão do Centro Brasileiro um suporte financeiro de no mínimo 1.200 Euros, para apoio ao parceiro da WWU.

Anuncio
http://www.fapesp.br/sprint

Chamada

http://www.fapesp.br/en/11146

Research Project Form New

Budget Sheet Wwu 2017

© Camila Alves Bräse

2° semana brasileira contra o racismo em Münster de 3 - 9 de setembro de 2017
Projeto: Münster contra o racismo

Infomações e programa aqui...

Novo projeto para o melhoramento da tolerância salina em plantas de tomates

O Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha(BMBF) apoia projeto de pesquisa teuto-brasileiro com ca. de 1,1 milhão de Euros

Plantas de tomate necessitam  de muita água para seu desenvolvimento. Por isso precisam ser irrigadas com frequência. Como consequência, no entanto, os sais dissolvidos nessa água atingem o solo e tomates reagem de modo muito sensível a isso. Especialmente em regiões secas de cultivo, a salinidade do solo leva a grandes perdas de área e rendimento. Para fazer frente a esse problema , pesquisadores e lavradores depositam suas esperanças na criação de plantas com maior tolerância salina. Com esse enfoque, pesquisadores da Universidade de Münster (Westfälischen Wilhelms-Universität Münster, WWU) iniciaram um projeto de pesquisa teuto-brasileiro para, utilizando dois métodos distintos de abordagem, compreender melhor os mecanismos da tolerância salina em plantas detomate e gerar espécies de tomate com uma melhor resitência a concentrações mais elevadas de sal no solo. Link...

© Niebergall

Apostila de Haia – novas regras para a legalização de documentos obtidos na Alemanha

  No dia 14 de agosto de 2016 entrou em vigor para o Brasil e para a Alemanha a “ Convenção de Apostila de Haia”. Isto significa que não será mais necessário a legalização de documentos públicos estrangeiros, como por exemplo diplomas e certificados universitários, junto aos serviços consulares do Brasil. Os documentos alemães anexados da “Apostilha de Haia” (Haager Apostille) serão diretamente aceitos no Brasil. Em Münster o requerimento deve ser formalizado na Administração Distrital (Bezirksregierung), Domplatz 1-3, 48143 Münster, solicitando a anexação da apostila ao documento. As responsáveis a serem contatadas são as senhoras Angelika Mapapa e Ulrike Göcke. Antes disso, porém, os diplomas e certificados deverão ter sua firma reconhecida na secretaria da Universidade de Münster, com os senhores Uwe Goldstein ou Olaf Rehwinkel, Schlossplatz 2 salas 64 ou 65. Para mais informações:

http://frankfurt.itamaraty.gov.br/pt-br/legalizacoes_e_autenticacoes.xml
http://www.bezreg-muenster.nrw.de/de/ordnung_und_sicherheit/apostillen_und_beglaubigungen/index.html




© Gräwe