Universidades de Münster e de maringá ampliam colaboração

Reitores assinam acordo de cooperação teuto-brasileira.

As Universidades de Münster (Alemanha) e Maringá fecharam um acordo de cooperação. Através dele as universidades querem ampliar sua cooperação científica, mas também fortalecer a mobilidade de estudantes e funcionários. Pesquisadores de ambas as universidades colaboram há já muito tempo, em especial nas áreas de Esporte e Farmácia. Com base no novo acordo, a colaboração deverá se estender futuramente a outras disciplinas.

© Peter Grewer

O Instituto de Biologia Farmacêutica e Fitoquímica da WWU coopera na área de pesquisa de plantas medicinais com o Departamento de Farmácia Universidade de Maringá. No foco desse trabalho conjunto estão os polifenóis. Estas moléculas pertencem aos chamados compostos vegetais secundários vegetais e são interessantes para aplicações médicas, em razão de sua ação terapêutica. Juntamente com outros parceiros, os pesquisadores de Münster e de Maringá irão agora desenvolver, entre outros, um projeto de pesquisa sobre doenças periodontais. Estas doenças do aparelho dentário são altamente difundidas na população.

A WWU mantém intercâmbio com mais de 30 universidades brasileiras, envolvendo diversas disciplinas, como Biologia, Direito, Farmácia, Geoinformática e Sistemas de Informação. Para reunir e intensificar essas cooperações existe na Universidade de Münster um Centro Brasileiro, com escritórios de representação em São Paulo e no Recife.

A Universidade Estadual de Maringá é uma universidade estadual, financiada pelo Governo do Paraná. Ela foi fundada no ano de 1969 e tem hoje ca. de 21.000 estudantes.